Todas as cidades

Blog

Covid e Carnaval 2022: veja o que esperar da folia esse ano

A pandemia do novo coronavírus ainda não acabou. Sendo assim, vai ser possível comemorar o Carnaval? Saiba isso e muito mais neste post!

Covid e Carnaval 2022: veja o que esperar da folia esse ano

COVID e Carnaval 2022: será que essa dupla combina? Após mais de 18 meses de pandemia do novo coronavírus, com todas as informações que saem diariamente, essa pergunta continua sendo difícil de ser respondida.

Por um lado, a vacinação no país está acontecendo e já na metade de setembro é possível contabilizar mais de 60% da população com a primeira dose, o que oferece boas perspectivas até o fim do ano. No entanto, há novas variantes do coronavírus circulando pelo mundo e algumas delas já chegaram ao Brasil causando preocupações. 

Sendo assim, como vai ficar o Carnaval em 2022? Neste post, vamos trazer um panorama do que esperar da folia no próximo ano, além de como preservar a saúde e se manter longe do coronavírus. Acompanhe e saiba mais!

Vai ter Carnaval em 2022?

Ainda não existe uma resposta direta para essa pergunta. Apesar de a comemoração do Carnaval ser uma tradição do Brasil e não ter ocorrido em 2021, a segurança da população ainda precisa ser priorizada. Por isso, cada cidade está definindo como vai lidar com essa data.

Além disso, é preciso ressaltar que o número de pessoas que receberam as duas doses ou dose única das vacinas contra a COVID-19 no Brasil ainda é muito baixo, por enquanto. Desse modo, por mais que seja possível observar um progresso na contenção da pandemia, o contexto atual ainda não oferece segurança para a retomada dessa grande festa no país.

Inclusive, mesmo após a imunização de boa parte da população com as duas doses ou dose única, é necessário investigar a taxa de transmissão de vírus entre as pessoas vacinadas, além de manter os cuidados de isolamento social e uso de máscaras. Afinal, mesmo imunizados, os indivíduos podem contrair a COVID-19, embora as chances de internações e casos graves caiam consideravelmente. 

Muitos governantes se mantêm apreensivos em relação à pandemia. Desse modo, a tomada de decisão será influenciada por uma série de fatores, como vacinação, média móvel e projeções da evolução dos casos de COVID-19 de cada região.

Preparativos em cidades brasileiras

Alguns lugares já estão com os preparativos para o Carnaval de 2022. A prefeitura de São Paulo, por exemplo, junto das escolas de samba, está em fase de organização dos desfiles que ocorrem no Sambódromo do Anhembi.

Isso ainda não garante que a festa vai acontecer. Afinal, é preciso levar em conta que o Carnaval em 2022 está previsto para o dia 28 de fevereiro. Desse modo, tudo vai depender das condições epidemiológicas do início do ano seguinte. O mesmo vale para a cidade de Salvador, que está analisando a possibilidade de retomar a comemoração.

A prefeitura do Rio de Janeiro é outra que está planejando a organização dessa grande festa. Inclusive, a proposta era comemorar 40 dias de Carnaval em 2022, como forma de compensar o ano perdido. Entretanto, também será levado em conta o contexto epidemiológico e a autorização dos órgãos de controle sanitário.

Como está a pandemia no Brasil?

As ondas da pandemia são observadas com base na inclinação das curvas de casos confirmados de COVID-19 por dia. No Brasil, a primeira delas foi marcada no mês de novembro de 2020.

Já a segunda onda da pandemia começou a ser mais evidente a partir da segunda semana de janeiro de 2021, na qual muitas regiões voltaram a aplicar a restrição de atividades não essenciais. A partir dessa expansão, foram embora todas as chances de acontecer o Carnaval deste ano. O último grande aumento do número de mortos e crescimento dos casos foi observado em junho de 2021, marcando o que chamaram de terceira onda.

No entanto, a partir do segundo semestre, a distribuição de vacinas e o número de vacinados também aumentaram consideravelmente, trazendo um cenário mais otimista para a pandemia.

Enquanto muitos países pelo mundo já estão diminuindo as restrições, como a obrigatoriedade do uso de máscaras apenas em lugares públicos fechados, o Brasil deve dar passos pequenos para essa flexibilização. É por esse motivo que as perspectivas para o Carnaval de 2022 ainda não são tão claras, tendo em vista os perigos de realizar uma festa dessa dimensão, com diversas pessoas reunidas.

Vale ressaltar também que novas variantes do coronavírus, mais transmissíveis, como as chamadas Gama, Delta e, a mais nova, Mu, circulam pelo país. Ainda não se sabe se essas mutações são capazes de afetar a vacinação, por isso, ainda é preciso manter os estudos e a observação dessas cepas.

Como manter os cuidados nessa época?

Independentemente se vai ou não acontecer o Carnaval de 2022, ainda vai ser necessário tomar diversos cuidados, pois é muito provável que a circulação do coronavírus ainda esteja acontecendo, mesmo com boa parte da população vacinada.

Dessa maneira, confira alguns cuidados importantes para manter a segurança, caso você tenha planos de viagem ou outras atividades durante o Carnaval de 2022.

Evitar aglomerações

Esta é uma das dicas mais importantes de todas para manter a segurança. Colocar-se em meio a muitas pessoas, estando doente ou não, é algo de extremo risco. Afinal, como aprendemos no último ano, basta que um indivíduo esteja contaminado, para transmitir o vírus para diversas outras que estejam no local.

Quando há uma aglomeração, a quantidade de pessoas que serão afetadas por isso é ainda maior. Por essa razão, mesmo que uma pessoa já tenha contraído COVID-19 e esteja vacinada, é fundamental evitar locais muito movimentados, manter-se em espaços abertos e prezar pelo isolamento social.

Usar máscara o tempo todo

Outra medida fundamental para garantir a segurança contra o coronavírus e que precisa ser mantida é o uso de máscaras que cobrem o nariz, a boca e o queixo. Essas são as vias de entrada mais comuns do vírus, principalmente quando ele é propagado pelas partículas presentes no ar.

Além disso, é preciso ressaltar que, por conta das novas variantes, o recomendado é utilizar máscaras descartáveis e, em lugares fechados, a de modelo N95, que oferecem maior proteção que a de tecido comum.

Sem falar que ainda é muito importante manter as mãos higienizadas com água e sabão, ou álcool em gel, na falta de um lugar para se lavar. Evitar tocar os olhos, a máscara e o rosto é outra medida de proteção que se mantém.

Não ir a festas clandestinas

Apesar das orientações para manter o isolamento social e cuidados para prevenir o coronavírus, sabemos que alguns lugares promovem festas, muitas vezes sem permissão de órgãos sanitários. 

São nesses espaços que ocorrem diversas atitudes nocivas à segurança das pessoas, como aglomerações, pessoas reunidas sem o uso de máscaras, entre outras ações que propagam a transmissão do vírus.

Por isso, é fundamental evitar a presença em eventos como esses. Além disso, vale ressaltar outros cuidados essenciais, como:

  • fazer o possível para ficar em casa;
  • se sair, preferir ambientes abertos;
  • não beber em copos de outras pessoas, nem dividir talheres e objetos de uso pessoal.

Como visto, a relação da COVID e Carnaval 2022 ainda é imprecisa. Por isso, o ideal a se fazer é aguardar as orientações dos órgãos de segurança e saúde, assim como acompanhar a divulgação da prefeitura de seu município, para saber como será esse feriado no próximo ano. Além disso, qualquer que seja a decisão, mantenha os cuidados e evite sair de casa, se apresentar sintomas.

Gostou deste post? Então, continue acompanhando os nossos conteúdos. Para isso, siga os nossos perfis nas redes sociais! Estamos no Facebook, Twitter e Instagram.

Comentários

Posts relacionados

TODOS OS POSTS