Dia internacional das Mulheres e Meninas na Ciência

Publicado por Faculdade IDE em 11 de fevereiro de 2021
Categorias:
Dia internacional das Mulheres e Meninas na Ciência

No ano de 2016, a Organização das Nações Unidas (ONU), estabeleceu o dia 11 de fevereiro, como o Dia internacional das Mulheres e meninas na Ciência. Dessa maneira, essa data nasceu com o objetivo de estimular e inspirar a participação feminina neste meio. Necessidade, que por sua vez, surgiu por existir uma grande discrepância entre o número de mulheres e homens na ciência.

Segundo dados da própria ONU, as mulheres representam menos de 30% dos pesquisadores em todo o mundo. Essa iniciativa é muito importante para incentivar as mulheres, e a sociedade de forma geral a refletir. Por que existem tão poucas mulheres na ciência?

Diante disso e com o intuito de incentivar e homenagear as mulheres cientistas brasileiras, eu reuni neste post 4 grandes cientistas brasileiras que você precisa conhecer. Não deixe de conferir, heim!

1.Maria José von Paumgartten Deane

Maria José foi uma parasitologista e protozoologista. Nascida em 1916, na cidade do Pará. Desde cedo em sua carreira, se dedicou às pesquisas de campo e laboratório fundamentais no combate a males como malária, leishmaniose visceral, verminose e leptospirose, tão comuns no Brasil. Durante parte de sua vida, percorreu o país estudando as doenças endêmicas causadas por parasitas. Consequentemente, ajudou a fundar o Instituto de Patologia Experimental do Norte, o Instituto Evandro Chagas, o Serviço de Malária do Nordeste e o Serviço Especial de Saúde Pública

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

2. Adriane Ribeiro Rosa 

Adriane é graduada em farmácia e bioquímica. Se tornou mundialmente conhecida através de sua pesquisa, que visa entender a fisiopatologia dos transtornos psiquiátricos, na qual procura conhecer os aspectos neurobiológicos que estão associados com o declínio psicossocial e cognitivo em pessoas com transtorno bipolar. A cientista foi ganhadora do prêmio Samuel Gershon for Young Investigators concedido pela International Society for Bipolar Disorders, além de ser laureada com o prêmio L’Oréal-UNESCO para mulheres em ciência, em 2013.
Adriane também foi homenageada pela ABEP-UK (Associação de Brasileiros Estudantes de Pós-Graduação e Pesquisadores no Reino Unido), em 2018, como uma das 20 cientistas brasileiras que fizeram história.

3. Georgia Sampaio

Como a data, trata-se do dia Internacional de mulheres e meninas na ciência, não poderia deixar de trazer uma jovem, que apesar da pouca idade, já trouxe grandes contribuições para a ciência. Georgia Sampaio, conhecida por descobrir como diagnosticar a endometriose de forma mais barata. Sua inspiração para este feito surgiu no ensino médio, quando sua tia foi diagnosticada com endometriose  e teve que retirar o útero. A jovem presenciou de perto o sofrimento da família e se inspirou para pesquisar formas de tornar o diagnóstico mais rápido e barato, para que dessa maneira ainda mais mulheres possam tomar conhecimento da doença e se tratar cedo. Avançou no seu projeto a ponto de ter a sua iniciativa premiada pela Harvard Social Innovation Collaborative, no ano 2014!

4.Márcia Barbosa 

Física e especializada em estruturas complexas da molécula de água. Seu principal projeto de pesquisa, propõe uma explicação para a existência de anomalias na água baseada em potenciais efetivos de duas escalas. No ano de 2013, ela recebeu o Prêmio L’Oréal-Unesco para Mulheres na Ciência e no ano de 2020 foi mencionada pela ONU Mulheres com uma das sete cientistas que moldam o mundo e eleita pela revista Forbes como uma das 20 mulheres mais influentes no Brasil!

Além de ser ser uma renomada cientista de reconhecimento internacional, Márcia trabalha ativamente da busca de igualdade para mulheres na ciência. Inclusive já organizou conferências sobre o tema, juntamente com artigos que abordam a diversidade de gênero e geográfica, relacionando-as a ausência de mulheres neste meio. Dessa maneira, Márcia é uma grande defensora da ciência brasileira, e acha triste o fato de muitas profissionais terem que ir para universidades estrangeiras por falta de oportunidades de fazer ciência no Brasil.

Se você gostou de conhecer essas mulheres e deseja receber mais conteúdos como este, clique aqui para assinar nossa newsletter!

Powered by Rock Convert

2 respostas para “Dia internacional das Mulheres e Meninas na Ciência”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Redimensionar Fonte
Contraste