Metodologia Lean Healthcare: qual seu impacto na área da saúde?

Publicado por Faculdade IDE em 29 de março de 2019
Categorias:
Metodologia Lean Healthcare: qual seu impacto na área da saúde?

Já ouviu falar sobre Metodologia Lean Healthcare? Essa é uma forma de trabalho para o profissional de saúde que vem se popularizando em todo o mundo. Países como Índia, África do Sul e blocos econômicos importantes como a União Europeia vêm utilizando essa metodologia em seus setores de saúde.

E, é claro, que o Brasil não fica de fora. Nós aqui também já começamos a adotar esse método para o trabalho dos profissionais de saúde por conta dos seus bons resultados e diversos benefícios.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue lendo este artigo e descubra o que é a Metodologia Lean Healthcare, quais os seus benefícios e como aplicá-la no seu dia a dia!

O que é Metodologia Lean Healthcare?

O termo “lean” surgiu no Japão, mais precisamente da indústria Toyota. Em 1950, essa empresa teve uma forte onda de gastos por conta da Segunda Guerra Mundial. Ela percebeu que era o momento de começar a cortar custos e encontrar uma boa maneira de reduzir as despesas.

Depois de algumas pesquisas e análises sobre o assunto, a empresa conseguiu encontrar uma solução a qual chamou de Filosofia Lean. Ela foi criada para ser um sistema de gestão que tem como objetivo aumentar a produtividade de maneira sustentável e, é claro, eliminar o desperdício.

Como implantar essa metodologia?

Para começar a colocar esse método em prática, é necessário seguir alguns princípios dentro da gestão da saúde. Veja quais são abaixo.

Analisar o valor sob a ótica do paciente

O conceito de valor não é mais o da empresa em relação a si. Ele deve ser visto sob a ótica do paciente. E como descobrir isso?

Você deve observar o paciente durante o contato direto, ou seja, nos atendimentos e exames que são realizados. Dessa maneira, fica mais fácil saber o quanto aquela pessoa valoriza o seu trabalho.

Eliminar os desperdícios

A Metodologia Lean Healthcare teve como base a redução de custos com a eliminação dos desperdícios. Então, nada mais lógico que esse seja um dos seus princípios. E como você pode identificar isso no seu local de trabalho?

É simples: analise e avalie o que pode ser substituído por opções com melhor custo-benefício. Por exemplo, em casos de internação, existe algum medicamento que poderia ser substituído com uma eficácia maior e mais rápida para o paciente receber alta? Desta forma, o paciente recebe um ótimo atendimento e a instituição gasta menos com o tempo de internação – abrindo espaço para outros pacientes.

Incentivar o fluxo contínuo de pacientes

Isso significa que você precisa encontrar uma forma de manter o fluxo de pacientes constantemente. E como fazer isso? Agregando valor ao seu trabalho, se mantendo sempre à frente da concorrência e melhorando o atendimento constantemente.

Melhorar sempre

Esse é um dos principais princípios. Esteja em constante busca pelo conhecido e pelo aperfeiçoamento de seu atendimento.

Faça especializações na sua área, aposte em seminários, cursos teóricos e práticos — especialmente os de curta duração. Assim, sempre reserve uma parte dos seus lucros para investir em educação.

Quais são as principais orientações?

Ainda para aplicar a Metodologia Lean Healthcare da forma correta na sua vida profissional, é necessário seguir os preceitos descritos abaixo.

Crie metas

Qualquer empresa ou profissional autônomo precisa criar metas. É por meio delas que você consegue concluir o seu objetivo. Quanto maior for o objetivo, mais fragmentadas devem ser as metas. Assim, fica mais fácil de cumpri-las.

O primeiro passo é fazer uma análise da situação atual da clínica e, só a partir disso, traçar metas de curto, médio e longo prazo.

Aposte na automação

Como um dos princípios é eliminar os desperdícios, reduzir a perda de tempo por meio da automação também é uma maneira de colocar em prática essa metodologia. Assim, a equipe garante maior produtividade e pode passar a se focar naquilo que é realmente necessário.

Por exemplo, os exames laboratoriais têm ganhado muito com isso. As máquinas conversam entre si e, automaticamente, enviam o material para o local correto a fim de serem analisados. Dessa forma, a clínica tem resultados mais precisos e em um curto espaço de tempo.

Faça o controle de processos e de fluxos

Saber o que cada membro da equipe de saúde precisa fazer para manter o fluxo de trabalho é algo mais do que necessário. Isso evita perda de tempo e também facilita o dia a dia de todos. É como ter uma agenda na qual há tudo o que você precisa fazer, basta cumprir.

Outra tarefa dentro do controle de fluxos e processos é quanto ao paciente. Ter todo o cadastro dele com os prontuários é uma maneira de oferecer o melhor atendimento e focar no que realmente é necessário para o tratamento.

Notificação de erros

Existe uma cultura ruim dentro do nicho de saúde sobre não falar muito sobre erros dos profissionais. Não estamos falando aqui em dar este tipo de feedback para outra pessoa, mas tratar isso como algo natural e tentar ao máximo fazer com que ele não aconteça novamente.

A ideia é que se crie uma cultura colaborativa e não punitiva. Isso dará mais abertura para que esses erros sejam notificados para o setor competente da clínica.

Quais ferramentas podem ajudar nessa implementação?

Algumas ferramentas podem ajudar, e muito, na implementação da Metodologia Lean Healthcare. Separamos as principais para você!

5S

Os 5S significam 5 palavras japonesas que precisam ser seguidas para colaborar com o bom ambiente de trabalho. São elas: seiso (limpeza), shitsuke (autodisciplina), seiton (organização), seiri (utilização) e seiketsu (padronização):

  • Seiri: Faça uma “faxina” no estabelecimento e descarte tudo o que não serve mais ou não é usado;
  • Seiso: a limpeza do local é responsabilidade de todos;
  • Shitsuke: o senso de disciplina passa a ser um estilo de vida;
  • Seiton: aqui, a palavra de ordem é organizar.Todos os documentos dos pacientes, os da clínica, equipamentos que precisam de manutenção, tudo deve estar em seu devido lugar;
  • Seiketsu: os novos valores que acabaram de ser listados devem ser vistos como algo normal e cotidiano. Todos devem ajudar para manter essa ordem.

Kanban

Kanban são como cartões e cada um deles representará uma tarefa a ser feita por determinada pessoa ou equipe e em determinado dia.

Por exemplo, vamos supor que você trabalhe em uma clínica de fisioterapia e seja o gestor dela. Você pode dividir um quadro ou painel em 3 setores: tarefas para fazer, em andamento e concluídas. Em cada cartão, coloque uma tarefa, por exemplo, levar o aparelho de TENS para a manutenção, começar recrutamento de profissional especializado e assim por diante.

À medida que as tarefas forem se realizando, elas vão mudando de coluna. Dessa maneira fica muito mais fácil de visualizar o que ainda tem para fazer.

Kaizen

A palavra Kaizen significa melhoria contínua. A ideia aqui está voltada para a redução do desperdício, algo que irá acontecer no longo prazo, já que as tarefas que beneficiam esses aspectos são pontuais. Por exemplo, eliminar filas, oferecer um novo tratamento e assim por diante.

Qualquer profissional de saúde pode se especializar na área de gestão e, dentro do próprio estabelecimento ou em clínicas de terceiros, aplicar a Metodologia Lean Healthcare.

Gostou do conteúdo? Compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude outros profissionais de saúde!

Posts relacionados