Artigo | Influência do treinamento intervalado de alta intensidade sobre a pressão arterial de pacientes com doença arterial coronariana
Filipe Arthur da Fonsêca BARROS
Pós-graduado pelo IDE em
Bases Teóricas para Avaliação e
Prescrição do Exercício Físico

 

RESUMO
Objetivo: Verificar por meio de uma revisão sistemática os estudos que compararam a eficácia do treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) frente ao treinamento contínuo de moderada intensidade (MICE) sobre as repostas hemodinâmicas de pacientes com doença arterial coronariana (DAC). Metodologia: Trata-se de uma revisão sistemática que reuniu informações de um conjunto de artigos originais publicados nas bases de dados eletrônicas: Medline/Pubmed e Web of Science. Resultados: Sete estudos que analisaram um total de 200 pacientes com DAC foram analisados. O tamanho da amostra nos estudos variou de 15 a 60 pacientes. A duração dos programas de exercícios variou de 6 a 12 semanas com uma freqüência de treinamento de 2 a 3 vezes por semana. Discussão: As conclusões dessa revisão sistemática indicam que na literatura científica ainda não existe um consenso sobre qual o protocolo de treinamento é mais eficaz sobre as variáveis hemodinâmicas em pacientes com DAC, com uma leve tendência aos dois protocolos apresentarem respostas semelhantes. Conclusão: Ainda não existe um consenso sobre o protocolo mais eficaz sobre as variáveis hemodinâmicas em pacientes com DAC, entretanto, o HIIT pode ser uma ferramenta eficaz por demandar um menor tempo na sua execução, tornando mais fácil a adesão ao exercício físico.

 

Leia aqui o Artigo completo sobre Treinamento Intervalado de Alta Intensidade


Redimensionar Fonte
Contraste