Graduação tecnológica: o que é e por que se graduar em menos tempo?

Publicado por em 10 de fevereiro de 2020
Categorias:
Graduação tecnológica: o que é e por que se graduar em menos tempo?

Você já pensou em fazer uma graduação tecnológica? Essa modalidade de formação vem sendo muito procurada nos últimos tempos devido às suas diversas vantagens para a carreira de um profissional.

Neste post, vamos explicar mais sobre como funciona esse tipo de graduação, mostrar as suas principais diferenças em relação a outras modalidades e apresentar os benefícios de se formar em uma graduação tecnológica. Acompanhe e saiba mais sobre este assunto!

O que é a graduação tecnológica?

A graduação tecnológica é uma modalidade de Ensino Superior — ou seja, só pode ser feita após a conclusão no Ensino Médio —, da mesma maneira que as outras modalidades: bacharelados e licenciaturas. Dessa maneira, ao concluir o curso, os alunos se formam e recebem um diploma de curso superior.

No geral, essa modalidade de ensino atende a uma demanda mais específica do mercado de trabalho. Além disso, os cursos têm menor duração e abrangem áreas como:

  • recursos humanos;
  • estética e cosmética;
  • gestão e negócios;
  • produção (industrial, alimentícia, cultural, entre outras);
  • segurança;
  • apoio educacional;
  • meio ambiente e saúde;
  • lazer, turismo e hospedagem;
  • comunicação;
  • tecnologia.

Os tecnólogos, presenciais e EaD, também recebem o reconhecimento pelo Ministério da Educação (MEC). O ingresso ocorre de forma semelhante às outras graduações, podendo ser por meio do vestibular próprio da instituição de ensino ou com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Quais as diferenças entre graduação tecnológica, bacharelado, licenciatura e curso técnico?

É muito comum que as pessoas confundam o curso tecnólogo com o técnico, ou, até mesmo, que não saibam as principais diferenças dessa modalidade para um bacharelado ou licenciatura. A seguir, vamos explicar o que difere essas categorias. Confira!

Bacharelado

O bacharelado busca formar um profissional com uma base sólida, com as mais variadas áreas de atuação. Para isso, baseia-se nas grandes áreas do conhecimento — Ciências humanas, Ciências da Natureza, Engenharia, Linguagens, Saúde etc — para montar uma grade curricular ampla, principalmente, no que diz respeito ao conteúdo teórico oferecido em sala.

Por conta disso, o seu tempo de formação leva entre 4 e 6 anos, e as aulas oferecem um conteúdo mais abrangente sobre todos os assuntos dentro da área de conhecimento escolhida.

Licenciatura

A licenciatura, assim como o bacharelado, tem uma abordagem mais generalista. No entanto, ela se difere em seu objetivo, que é formar profissionais aptos para lecionar sobre o curso escolhido. Em outras palavras, essa modalidade parte do princípio de gerar professores para o mercado de trabalho.

Técnico

Apesar de apresentarem o nome parecido e terem um volume alto de vagas e procura no mercado de trabalho, essas categorias não são iguais. O técnico é uma formação de nível médio, enquanto a graduação tecnológica faz parte do Ensino Superior — o que permite ao tecnólogo continuar os seus estudos com especializações e pós-graduação. Porém, o técnico precisa iniciar uma faculdade para obter o diploma superior.

Outra diferença é que o tempo de duração do curso técnico é relativamente menor — no máximo dois anos — que os tecnólogos. A atuação no mercado de trabalho também é diferente, pois os profissionais formados em ensino técnico ocupam, geralmente, cargos de nível operacional. Já os tecnólogos podem atuar em posições de gestão, supervisão ou coordenação.

Quais as vantagens da graduação tecnológica?

Agora que você já sabe reconhecer uma graduação tecnológica e diferenciá-la dos outros níveis de ensino, chegou a hora de entender o que ela pode oferecer a você. Veja, a seguir, as principais vantagens de optar pelo ensino tecnólogo!

Tempo reduzido

Como visto, a graduação tecnológica tem um período de duração muito mais curto (entre dois e três anos) que o bacharelado ou licenciatura (no mínimo, 4 anos). Isso é um grande benefício para os alunos que têm o objetivo de entrar rapidamente no mercado de trabalho e iniciar a sua carreira profissional.

Essa característica também é uma vantagem para quem está insatisfeito com a profissão e tem interesse em buscar uma nova área de atuação. Além disso, há vantagens para quem deseja apenas se especializar em uma determinada área, justamente por conta do tecnólogo ser mais específico e rápido.

É mais uma modalidade de graduação

Apesar de ser diferente, mais rápido e específico, a qualidade do ensino tecnólogo não se difere das outras modalidades. Isso significa que, no mercado de trabalho, a graduação tecnológica tem a mesma validade que qualquer outra graduação.

Desse modo, não há nenhuma chance de você ser desqualificado por ter escolhido esse tipo de ensino para a sua formação. Além disso, a empregabilidade de cursos tecnólogos é muito alta e só tende a crescer, como no caso do curso de Gestão de Estética e Cosmética.

Reconhecimento pelo MEC

A validade dessa graduação não está apenas no mercado, mas também no Ministério da Educação. O MEC reconhece os cursos tecnólogos do mesmo modo que os demais de Ensino Superior.

Isso ocorre por meio da avaliação de itens necessários, como qualidade do ensino, infraestrutura da instituição, montagem da grade curricular e do conteúdo programático, formação dos educadores e projeto pedagógico.

Formação profissional mais específica

Como você pôde ver, a principal diferença do tecnólogo para o bacharelado é que o primeiro adota uma abordagem de ensino mais específica. Por conta disso, o conteúdo ministrado nas aulas é mais dinâmico e direcionado para a sua área de atuação.

Essa se torna uma ótima vantagem para quem deseja ir para o mercado de trabalho, pois as experiências nas salas são propícias para o aprendizado prático. Desse modo, você se sente mais confiante para realizar as suas atividades dentro de seu emprego.

Outro ponto positivo é que não existe uma legislação que exija o cumprimento do estágio para os cursos de graduação tecnológica. Isso permite ao aluno conseguir um emprego diretamente na sua área, com todos os direitos do trabalhador.

Como você viu, a graduação tecnológica, na prática, nada mais é que um curso de Ensino Superior mais especializado e que prepara o aluno para o mercado de trabalho. Ela traz vantagens para quem quer praticidade, com conteúdo específico e foco na carreira.

Gostou deste post? Então, leia agora sobre as vantagens de escolher a Faculdade IDE para cursar a sua graduação ou especialização!


Redimensionar Fonte
Contraste