Humanização na Enfermagem: o que é e qual a sua importância?

Publicado por em 17 de julho de 2020
Categorias:
Humanização na Enfermagem: o que é e qual a sua importância?

Quem escolhe ser enfermeiro tem uma carreira dedicada ao cuidado do paciente, prezando, assim, pela sua saúde, bem-estar e segurança. Contudo, além de toda a bagagem de conhecimento técnico-científico para exercer um trabalho de qualidade, é preciso aplicar a humanização na Enfermagem a fim de se tornar um profissional completo.

Oferecer um atendimento humanizado é uma abordagem que ganha cada vez mais destaque no campo da saúde. Desse modo, precisa ser de conhecimento dos profissionais de todas as áreas que atuam diretamente com o paciente.

Quer entender melhor esse conceito, os benefícios dessa forma de atendimento e como aplicá-lo na rotina da Enfermagem? É só conferir o nosso post!

O que é humanização na Enfermagem?

Por muito tempo, o objetivo principal dos profissionais de saúde era estudar a fundo as doenças e seus sintomas para, a partir disso, oferecer o tratamento mais adequado. Tratava-se de uma abordagem focada essencialmente em algum problema ou patologia, sem considerar o paciente.

Com o tempo, percebeu-se que, para oferecer um atendimento de saúde completo, é preciso colocar o paciente em primeiro lugar. Assim, além de analisar a doença, os profissionais de saúde — enfermeiros, médicos, dentistas e outros — precisam oferecer uma atenção integral a essa pessoa, enxergando-a como um ser biopsicossocial.

O que isso significa? Que para a assistência à saúde ser realmente de qualidade, é fundamental levar em conta a queixa do indivíduo, o que ela está sentindo, seus medos, crenças, estilo de vida e outros fatores que vão contribuir para um cuidado mais personalizado.

Ter essa postura é importante porque o paciente, geralmente, chega fragilizado a uma clínica ou hospital, sem saber qual será a abordagem ou como será o contato com os profissionais. Então, diante disso, o melhor a se fazer é amparar o indivíduo, seus familiares e acompanhantes.

Um olhar mais sensível para a pessoa vai proporcionar confiança, evitando, por exemplo, que ela fique inibida em relatar o que está sentindo. Sendo que, muitas vezes, esse é um fator determinante para o melhor tratamento.

Por último, destacamos que é um trabalho no qual o respeito e a empatia vêm em primeiro lugar, inclusive entre os profissionais de saúde.

Quais são os benefícios do atendimento humanizado?

Ao adotar a humanização na Enfermagem, os auxiliares, técnicos e enfermeiros conseguem oferecer uma assistência integral aos pacientes. Afinal, eles passam a entender o enfermo em sua totalidade, não apenas com foco na doença ou no quadro clínico, o que vai fazer a diferença no atendimento.

Nesse sentido, as vantagens dessa abordagem são inúmeras, entre elas:

  • trabalho em equipe mais coordenado e eficaz, pois há uma melhora na comunicação;
  • ambiente profissional mais harmônico, o que contribui para uma boa saúde mental do enfermeiro, evitando conflitos e estresse;
  • relação de confiança entre paciente e enfermeiro, permitindo que o profissional consiga oferecer um atendimento personalizado;
  • engajamento maior do paciente, contribuindo para um tratamento com melhores resultados;
  • trabalho que segue os princípios éticos da Enfermagem, com respeito total aos enfermos, permitindo ao enfermeiro honrar seu diploma e atuar seguindo as normas de sua profissão;
  • contato mais próximo com acompanhantes e familiares, visto que eles também recebem acolhimento.

Powered by Rock Convert

Como aplicar essa humanização na área da saúde?

Em quais situações é possível aplicar a humanização na Enfermagem e em outras áreas da saúde? Praticamente em toda a rotina dos profissionais. Veja abaixo.

Cordialidade e olho no olho

Em primeiro lugar, é essencial ser cordial e respeitar os pacientes e seus acompanhantes, chamando as pessoas pelo nome e olhando no olho durante o atendimento. O enfermeiro precisa ter paciência para ouvir o indivíduo, deixar claro sobre todos os procedimentos que serão adotados, respeitar sua vontade e tirar todas as suas dúvidas.

Sabemos como o dia a dia de quem escolhe essa carreira é corrido e cansativo, mas é necessário que o profissional saiba atender com um sorriso no rosto, oferecendo conforto às pessoas. Assim, é essencial conseguir separar vida pessoal e profissional.

Atendimento individualizado

A ideia é transmitir confiança, segurança e também bem-estar, mesmo em momentos mais difíceis. Por isso, é preciso ser empático, ou seja, ter a capacidade de se colocar no lugar do enfermo, com a finalidade de entender qual tipo de cuidado ele necessita naquele momento.

Apesar de seguir regras em sua rotina de trabalho, como a elaboração do registro de evolução do paciente e outros protocolos, é importante que o enfermeiro saiba oferecer um atendimento individualizado.

Agenda organizada

Além disso, é fundamental que as instituições de saúde, como clínicas e hospitais, tenham um cuidado também na hora de montar a agenda de atendimentos, de forma a não deixar ninguém esperando por muito tempo. Pode parecer um detalhe bobo, mas essa preocupação é uma forma de respeito ao paciente.

Atenção humanizada aos familiares

Ter o cuidado de deixar os familiares e acompanhantes bem informados a respeito da condição do paciente é também uma maneira de oferecer uma atenção humanizada.

Quais habilidades são importantes para trabalhar com uma abordagem humanizada?

Para oferecer a assistência humanizada, os auxiliares, técnicos e enfermeiros precisam trabalhar com inteligência emocional. Trata-se da capacidade de entender os próprios sentimentos e também os das outras pessoas. Dessa forma, o profissional aprende a como lidar com as mais diferentes situações, transmitindo acolhimento em seu trabalho.

Outras competências que podem ser trabalhadas são:

  • organização — para atender a todos da melhor maneira;
  • desenvolvimento de liderança — a fim de ter uma boa comunicação com a equipe;
  • proatividade — de modo a antecipar cenários, minimizando possíveis problemas que possam trazer algum risco ao paciente.

Sem contar que, para oferecer uma atenção integral, é sempre recomendado que o enfermeiro esteja aberto ao aprendizado, buscando cursos — como os de pós-graduação — com o objetivo de se aperfeiçoar cada vez mais na carreira.

Um olhar sensível para o paciente de modo a enxergá-lo em sua totalidade vai fazer diferença na assistência à saúde. Portanto, é imprescindível adotar a humanização na Enfermagem a fim de realizar um trabalho de excelência.

Gostou de entender melhor esse conceito? Que tal dividir as informações com outros colegas da área da saúde? Compartilhe nosso post para que mais pessoas saibam como deixar os pacientes amparados mesmo na rotina agitada de trabalho de clínicas e hospitais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Redimensionar Fonte
Contraste