4 maneiras de desenvolver a liderança em Enfermagem

Publicado por em 4 de dezembro de 2019
Categorias:
4 maneiras de desenvolver a liderança em Enfermagem

Liderança na Enfermagem é o que você busca para a sua formação profissional? Então, saiba que ser líder não significa somente gerir equipes: é preciso ter as competências necessárias para influenciar e motivar os colaboradores, por exemplo, a fim de que, juntos, atinjam resultados esperados pela empresa.

Nesse cenário, são muitos os desafios dessa gestão, além das situações diferentes e mudanças a todo momento. Tudo isso exige maior desenvoltura em algumas atividades específicas da liderança, com o objetivo de desempenhar da melhor forma o papel que assume.

Pensando em como ajudar a identificar seu perfil de chefia e a se destacar entre sua equipe, preparamos este material sobre o tema. Convidamos você a ir além dos livros de Enfermagem e saber como se desenvolver na área!

Quais são os tipos de liderança?

Algumas pessoas já nascem sendo líderes, enquanto outras se desenvolvem ao longo da jornada profissional. Alguns têm facilidade em delegar e cobrar, outros sabem apenas incumbir tarefas, mas não são muito bons em tomar as rédeas da situação.

Esses são apenas alguns perfis de liderança. Quer entender um pouco mais sobre cada um deles e saber com qual você mais se identifica? Siga a leitura!

Democrática

Esse perfil de liderança na Enfermagem costuma ser bem-visto pelos colaboradores, uma vez que recebe com maestria as opiniões e sugestões do grupo. Com isso, proporciona debates saudáveis e, consequentemente, todos saem satisfeitos.

Esse gestor tem por hábito delegar responsabilidades, fazendo com que todos se sintam úteis e colaborativos. A partir dessa prática, consegue desenvolver e despertar o melhor lado de cada colaborador, gerando equilíbrio entre os membros da sua equipe e seu trabalho.

Essa conduta se dá muito bem quando o assunto é aconselhar, por exemplo, pois costuma ver o melhor do funcionário, dando as melhores respostas a fim de ajudar no seu crescimento na empresa — tudo isso sem perder as rédeas da situação.

Dessa forma, o gestor tem em mente quando supervisionar e cobrar resultados ao mesmo tempo que ajuda, sendo reconhecido enquanto a maioria se sente satisfeito com essa forma de liderar.

Liberal

Esse perfil é fácil de identificar: é aquele que dá total liberdade para que seu time tome decisões importantes — até mesmo aquelas que deveriam ser de responsabilidade dele.

É aquele gestor que, raramente, aparece nos corredores ou delega tarefas, pois os próprios liderados tomaram as decisões sozinhos e estão se organizando quanto equipe.

Em alguns casos, o ambiente corporativo pode se tornar confuso, pois a equipe sente falta de um comando mais responsável. Afinal, gerir envolve também cobrar e acompanhar as tarefas de cada funcionário.

Esse modelo de gestão nem sempre é vista com bons olhos, uma vez que seus resultados podem não ser alinhados como o esperado por conta dessa possível desorganização.

Autocrática

Um líder autocrata costuma ser centralizador, ou seja, não delega muitas tarefas e tende a agir sozinho quando o assunto é decidir. Ele também é do tipo que impõe regras, não permitindo que sua equipe tenha muitas autonomias.

Desse modo, esse modelo de chefia pode fazer com que seja visto como hostil, apenas mandando enquanto o time obedece, sem a troca e parceria necessárias para crescimento de todos.

Possivelmente, o descontentamento fará parte da sua equipe, uma vez que apenas receberão ordens e deverão cumprir, sem poder opinar ou questionar.

Se há uma identificação com esse perfil, observe como a equipe se comporta, busque escutá-los e tente reverter a situação. Tenha em mente que não é preciso agir sozinho: a colaboração é sempre bem-vinda.

Como identificar o perfil ideal de liderança em enfermagem?

Cada liderança na Enfermagem é única, baseada no conhecimento e experiências anteriores de cada um. No entanto, é possível construir junto com os liderados um perfil mais adequado para a rotina em que se encontram.

Veja algumas atitudes que podem ajudar nessa identificação!

Resiliência

Um enfermeiro, por si, já tem muitas tarefas de constante responsabilidade, além de lidar com situações que fogem do seu controle. Por isso, ser uma pessoa resiliente é essencial nessa profissão, com o objetivo de conseguir enfrentar o dia a dia de um ambiente hospitalar, ajudando e orientando a si e aos outros.

Ter resiliência é saber se reestruturar a partir de alguma questão adversa. É levantar a cabeça e ter postura para atingir objetivos, alcançar metas e manter o sob controle o que vier de desafio.

Comunicação

Esse é o ponto-chave de uma direção eficiente. A comunicação deve ser linear e confortável para todos os lados dessa gestão. Para isso, seja claro e objetivo ao conversar, alinhando todos os pontos que espera, além de ouvir tudo o que o outro diz e executar o que for possível a partir dos feedbacks.

Gerenciar conflitos

Lidar com pessoas é desafiador e saber gerenciar conflitos entre colegas é essencial para o perfil de gerência. Porém, não espere até que se crie uma discórdia: preveja isso ao conhecer seu time e trabalhe em cima da situação antes que a pendência se alastre.

Vale ressaltar que é necessário ter empatia ao resolver os conflitos. Nesse caso, a resiliência e comunicação são essenciais— por isso, resolva o que for de sua responsabilidade sem dar desculpas ou tentar fugir.

Como desenvolver a liderança na Enfermagem?

Agora que você já compreendeu os tipos de liderança, confira as principais dicas para se tornar o líder do qual sua empresa precisa!

1. Estude sempre

Um bom líder é aquele que está constantemente em busca de conhecimento dentro da sua área ou relacionado à gestão de equipes. A fim de adotar esse hábito, reserve um dia na sua semana e estude, seja em casa ou em outro lugar.

Também são alternativas interessantes participar de congressos e escolher os melhores cursos de pós-graduação na área da saúde, pensando na sua formação complementar.

2. Aceite sugestões

Aceitar sugestões também vai ajudar você a se integrar melhor com o grupo. Acate essas dicas, prepare conversas e encare os feedbacks como uma prática capaz de revolucionar a atuação em prol da eficiência produtiva.

Não se esqueça de que quem contribui para um bom time são os colaboradores — por isso, abra espaço para que tenham voz e contribuam para uma boa gestão.

3. Atue como exemplo

As boas práticas começam pelo exemplo. Por isso, se busca por coerência, responsabilidade, pontualidade ou qualidade em atendimento, saiba entender a forma como vai passar essas mesmas atitudes aos seus colaboradores.

Ninguém vai ser perfeito. No entanto, ter o máximo de exemplo é essencial com o objetivo de manter o respeito entre o grupo. Pense que, se quer cobrar algo deles, é preciso que você aja de forma coerente.

4. Seja positivo

Outro ponto a desenvolver uma ótima liderança em Enfermagem é a positividade. Ninguém gosta de trabalhar em um ambiente pesado, somente com cobranças, sem reconhecimento e sem coleguismo.

Pensando nisso, mantenha a positividade e sempre motive os demais por onde passar. Transpareça leveza e faça com que os piores dias sejam esquecidos quando eles estão na presença de uma gestão tão positiva.

Comece agora mesmo a se dedicar a uma carreira de liderança em Enfermagem já com todas essas dicas que separamos para você. Você será um gestor não somente reconhecido pelo seu bom desempenho, mas também respeitado pela sua equipe.

Aproveitando a sua visita ao blog, separamos outro material especial para conhecer as principais especialidades da Enfermagem e se dedicar da maneira que precisa. Saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Redimensionar Fonte
Contraste