Outubro Rosa: todos empenhados na luta contra o câncer

Publicado por Faculdade IDE em 24 de outubro de 2019
Categorias:
Outubro Rosa: todos empenhados na luta contra o câncer

O Outubro Rosa é uma campanha que objetiva chamar a atenção para a importância da prevenção e diagnóstico do câncer de mama.

Mesmo diante da possibilidade de tratamento, no Brasil, essa doença ainda causa preocupação entre as mulheres: anualmente, o número de novos casos aumenta em 29%.

Nesse cenário, usaremos dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) para apresentar a situação do câncer no Brasil. Nesse sentido, também mostraremos o que tem sido feito para combater o câncer de mama. 

Explicaremos, então, a origem das ações preventivas — como o Outubro Rosa — e de outras campanhas da luta contra o câncer. Continue a leitura e descubra por que a sociedade deve abraçar essa causa e participar ativamente desse movimento!

A situação do câncer no Brasil

Segundo o INCA, as taxas de incidência de câncer e os impactos da doença sobre a população são, hoje, as maiores preocupações das autoridades sanitárias.

Principalmente para os órgãos responsáveis pelo controle e vigilância epidemiológica, estar atento a esses números é importante para direcionar estratégias mais adequadas na luta contra o câncer.

No Brasil, os números do câncer estão mais preocupantes a cada dia. De acordo com dados de 2017, entre os homens, foram diagnosticados 300.140 casos de tumores de próstata, pulmão, traqueia, brônquios e colorretal.

Destes, 115.057 pacientes foram a óbito. Entre as mulheres, as doenças da mama, colorretal e do colo do útero somaram 282.450 casos com 103.583 mortes.

Como vimos, os altos índices de câncer entre a população brasileira sugerem a necessidade de promover ações mais eficazes. De tal forma que possam frear os impactos dessas doenças sobre a qualidade de vida, reduzindo também os gastos públicos.

Nesse cenário, divulgar informações sobre o comportamento do câncer de mama é uma forma de conscientizar as mulheres quanto à importância do diagnóstico precoce. Desta maneira, tornando mais fácil superar esse problema.

A luta contra o câncer de mama

 O câncer de mama resulta da multiplicação desordenada de células da glândula mamária. Quando esse processo invade os tecidos da mama, há o desenvolvimento de células anormais, que originam os tumores.

Essa doença apresenta características específicas, pois ela pode evoluir e se comportar de diferentes formas.

Há diversos tipos de câncer de mama — algumas modalidades da doença apresentam desenvolvimento rápido, enquanto outras evoluem mais lentamente.

Segundo o INCA, 16.124 pacientes não conseguiram vencer essa doença no ano de 2017.

Mas a boa notícia é que esse tumor, quando detectado em fases iniciais, tem grande chance de cura. Outra vantagem do diagnóstico precoce é a possibilidade de utilizar tratamentos menos agressivos e com altas taxas de sucesso. 

Geralmente, o diagnóstico de câncer simboliza uma sobrecarga emocional muito grande para a mulher e seus familiares.

Nesse cenário, é preciso trabalhar a atenção a esse aspecto, a fim de reduzir os riscos de problemas como ansiedade e depressão.

Por isso, as campanhas de prevenção e a conscientização sobre cuidados, como a realização de exames específicos, são fundamentais à proteção da saúde da mulher.

Independentemente da faixa etária, todas as mulheres devem ser estimuladas a conhecer melhor o seu corpo para saber identificar algum sinal ou anormalidade em suas mamas.

Vale ressaltar que boa parte desse tipo de câncer é descoberto pela própria pessoa por meio do autoexame .

Além disso, recomendação do Ministério da Saúde é que mulheres entre 50 e 69 anos, mesmo sem sinal da doença, realizem a mamografia de rastreamento a cada dois anos.

A atenção à saúde feminina é um dos passos mais importantes na luta contra o câncer de mama.

Igualmente importante é a promoção de campanhas e de ações preventivas que estimulam a classe feminina a conhecer melhor as características da doença para conseguir superá-la. Confira!

Outubro Rosa

Esse movimento foi idealizado em 1997 nas cidades americanas de Yuba e Lodi. A proposta da campanha foi convocar a população para se envolver nos projetos que fomentavam medidas de prevenção contra o câncer de mama.

Denominado de Outubro Rosa, o movimento logo ganhou expressividade e reconhecimento internacional pela sua importância. Por isso, durante os 31 dias de outubro, todo o planeta celebra os bons resultados da campanha por meio do incentivo à participação na luta contra o câncer de mama.

O foco do Outubro Rosa é conscientizar a sociedade sobre como um diagnóstico precoce pode fazer a diferença nas estatísticas e salvar vidas. Logo, um dos pontos mais relevantes é alertar para a possibilidade de reduzir a mortalidade relacionada ao câncer de mama.

Durante esse mês, muitas entidades governamentais e públicas promovem encontros, seminários, eventos culturais e esportivos em prol dessa causa.

As universidades oferecem palestras com os professores da área da saúde e também distribuem materiais com informação sobre os sintomas e os possíveis tratamentos contra o câncer de mama.

A meta principal da campanha é incentivar mulheres de 40 a 69 anos de idade a realizarem os exames de mamografia para identificarem precocemente quaisquer sinais da doença. Essa é uma forma segura de aumentar as chances de vencer esse tipo de tumor.

Projetos privados sobre o Outubro Rosa

Entre os projetos privados de destaque nacional na luta contra o câncer de mama, um dos que mais se destacam é o Embaixadoras — Mulheres em Defesa da Saúde da Mama, de Porto Alegre (RS).

Esse projeto é coordenado pela Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (FEMAMA), entidade que apoia 17 ONGs distribuídas em diferentes estados brasileiros.

Durante todo o mês de outubro, essas instituições oferecem programações diversas voltadas à luta contra o câncer de mama.

Projetos INCA sobre o Outubro Rosa

Listamos alguns projetos coordenados pelo INCA e que objetivam melhorar a qualidade no tratamento e no controle do câncer de mama. Veja quais são:

  • Controle do Câncer de Mama: objetiva diminuir a exposição a fatores de risco, prestar uma assistência mais completa e promover a ética na saúde durante o tratamento;
  • Programas de Qualidade em Mamografia: esse programa com intuito de aprimorar a qualidade dos exames de mamografias e viabilizar precocemente os resultados;
  • Programas de Qualidade em Radioterapia: a meta é oferecer mais qualidade e eficiência nas aplicações de radioterapia;
  • Expansão da Assistência Oncológica: ação desenvolvida pela Secretaria de Assistência à Saúde, do Ministério da Saúde (MS), e objetiva melhorar a estrutura da assistência oncológica pelo SUS.

Como vimos, a participação da sociedade na luta contra o câncer de mama é fundamental. Igualmente relevante é a conscientização das mulheres — especialmente àquelas que compõem o grupo de risco — quanto à importância de se submeter ao tratamento especializado pelos profissionais da saúde e, assim, aumentar a possibilidade de superar a doença.

E você, o que achou deste artigo? Que tal compartilhar essas informações nas redes sociais para que seus contatos também participem do Outubro Rosa?


Redimensionar Fonte
Contraste