O papel dos profissionais no atendimento e saúde do idoso

Primeiramente tendo em vista a tendência de aumento da expectativa de vida da população, sobretudo no Brasil. Dessa maneira, a necessidade de criar estratégias e voltar a atenção à saúde do idoso nunca foi tão fundamental para garantir mais qualidade de vida a esse público.

Powered by Rock Convert

Em resumo, neste post, vamos mostrar qual é a atuação das diferentes áreas da saúde na Gerontologia. Desse modo, através de relatos de professores do curso de gerontologia da Faculdade IDE, comentando um pouco sobre as suas respectivas áreas. Portanto continue a leitura e entenda mais sobre o assunto!

Terapia Ocupacional

“A Terapia Ocupacional no contexto da gerontologia tem um papel  fundamental  tanto na prevenção como no tratamento e na reabilitação, com atuação principalmente nas áreas da neurologia, traumato-ortopedia ou na saúde mental e social.  Portanto, é o profissional exclusivamente responsável pela manutenção ou recuperação da funcionalidade nas atividades básicas e instrumentais de vida diária. Dessa maneira, junto ao idoso e/ou cuidador, identifica o perfil ocupacional do paciente, analisa seu repertório de hábitos e utiliza as habilidades remanescentes para auxiliar na construção de uma rotina estruturadora, em conclusão trazendo engajamento no cotidiano e bem estar.”

M.Sc. Ana Luiza Rodrigues da Costa, terapeuta ocupacional e professora da Pós- graduação em Gerontologia / IDE- Recife.

Enfermagem

“A Enfermagem é a profissão capaz de melhorar a qualidade de vida das pessoas idosas, através da atenção básica de saúde, demonstrando sua importância no processo de cuidar, utilizando a socialização de conhecimento nos cuidados primários de saúde, atuando nos domicílios familiares, nas comunidades, nos hospitais, centros -dia, entre outros modelos assistenciais para idosos  diagnosticando as necessidades, fomentando assistência,  decisões e discussões para idosos.”

M.Sc. Margarida Maria Santos Silva rofessora, enfermeira e professora da Pós- graduação em Gerontologia / IDE- Recife.

Ainda de acordo com a professora Margarida, são objetivos da atenção ao idoso na enfermagem:

  • Ajudar  a modificar o estilo de vida  e as capacidades de auto-gerenciamento;
  • Melhorar o funcionamento, a produtividade e a qualidade de vida;
  • Melhorar os processos de atenção.

Nutrição

“Uma alimentação equilibrada é de suma importância em todas as faixas de idade tanto na promoção da saúde quanto na manutenção da mesma. Por isso, dentro do contexto de crescimento gerontológico, cada vez mais estuda-se a relação entre a alimentação adequada , o envelhecimento saudável e a manutenção de funcionalidade . Ademais, o profissional Nutricionista, Especialista em Gerontologia, ao aprofundar-se nessa área de estudo, obtém conhecimentos das necessidades individuais e específicas dessa população, ocupando espaço relevante na promoção e manutenção da saúde do idoso, por fim visando não só a prevenção, mas a cura ou até mesmo a manutenção de status nutricional.”

Esp, Luisiana Lins Lamour, nutricionista clínica e professora da Pós- graduação em Gerontologia / IDE- Recife.

Fonoaudiologia

“Em síntese, a atuação do fonoaudiólogo junto aos idosos pode ser dividida em quatro vertentes: três relacionadas a comunicação – audição, linguagem/fala e voz – e outra referente aos aspectos da deglutição.”

Dra. Juliana Venites, fonoaudióloga e professora da Pós- graduação em Gerontologia / IDE- Recife.

Nesse sentido, a professora explicada cada um deles:

Audição

Com o intuito de diagnosticar da presbiacusia e de outros problemas auditivos, também realiza exames do sistema vestibular. Além disso, o profissional de fonoaudiologia também atua na indicação e adaptação de aparelhos auditivos, chamados de aparelhos de amplificação sonora individual (AASI). 

Fala e Linguagem

Em resumo, os problemas relacionados à fala e a linguagem são os mais lembrados pela população em geral ao pensar na atuação da fonoaudiologia na terceira idade. 

Voz

O envelhecimento natural da voz humana é chamado de presbifonia e, nesse sentido, pode apresentar as seguintes características: soprosidade, aspereza e algumas vezes tremor, entre outras.

Deglutição

A saber, idosos têm maior propensão a desenvolver problemas de deglutição – disfagia. Além disso, as implicações sociais e psicológicas, e o fato de a disfagia causar sérias implicações à saúde do indivíduo, por exemplo: pneumonias aspirativas, desnutrição e desidratação: 

“Em conclusão, por todos estes motivos, é cada vez mais reconhecida a importância e necessidade do tratamento fonoaudiológico em todas as esferas: hospitalar, ambulatorial, domiciliar e em centros de convivência para idosos. Assim sendo, desde a prevenção até a reabilitação, o fonoaudiólogo é o profissional responsável pelo manejo nas diferentes áreas da Fonoaudiologia.”

Conclui a Dra. Juliana Venites.

Fisioterapia

“A Fisioterapia Gerontológica é a área da fisioterapia especializada no atendimento da pessoa idosa, podendo atuar na prevenção de agravos, na promoção da saúde e na recuperação/reabilitação. Tem como objetivo primordial a promoção da autonomia e da independência funcional dessa população, contribuindo para melhoria da qualidade de vida e longevidade saudável, prescrevendo e aplicando procedimentos, métodos, técnicas e recursos fisioterapêuticos para manter e restaurar as funções dos sistemas musculoesquelético, cardiovascular, respiratório, nervoso, entre outros.

Além do exercício dessas atividades assistenciais, o fisioterapeuta também pode exercer as seguintes atribuições: coordenação, supervisão e responsabilidade técnica; gestão e planejamento; empreendedorismo; gerenciamento; direção; chefia; consultoria; assessoria; auditoria; perícia; preceptoria, ensino e pesquisa, voltadas ao acompanhamento do processo de envelhecimento. ”

Dra. Etiene Fittipaldi, fisioterapeuta e professora da Pós- graduação em Gerontologia / IDE- Recife.

Serviço Social

“Ao enveredar pela Gerontologia Social, a/o Assistente Social contribui para agregar aos estudos sobre o envelhecimento humano a concepção crítica de leitura da realidade, na perspectiva da totalidade social, em acordo com o Projeto Ético-político dessa categoria profissional. Bem como para a promoção do acesso a direitos garantidos, principalmente, no conteúdo das políticas sociais direcionadas ao segmento idoso das nossas populações. No Brasil, predominantemente, a afirmação da Gerontologia Social Crítica tem sido encampada pelo Serviço Social crítico.”

Dra. Sálvea Campelo, assistente social e professora da Pós- graduação em Gerontologia / IDE- Recife.

Quer entender mais sobre essa especialização? Venha conosco fazer parte deste time chamado Gerontologia!

Powered by Rock Convert

Uma resposta para “O papel dos profissionais no atendimento e saúde do idoso”

  1. Excelente publicação, nos faz refletir bastante sobre a importância dos cuidados que temos que ter com os Idosos, pois, sem eles nós nem existiríamos. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Redimensionar Fonte
Contraste