5 profissões e empregos em alta na região Nordeste

Publicado por Faculdade IDE em 19 de outubro de 2020
Categorias:
5 profissões e empregos em alta na região Nordeste

Entrar para uma faculdade de qualidade e tradição, faz toda a diferença para o futuro profissional e pessoal. Nesse sentido, O Nordeste está repleto de instituições e cresce a quantidade de cursos direcionados à formação de pessoas para atender às demandas das empresas. Dessa maneira, existe uma gama de empregos em alta na região Nordeste, que são ideais para quem deseja trabalhar nessa região.

Segundo dados do Banco do Nordeste, setores como Serviços e Administração Pública foram os que mais tiveram expansão no índice de empregos e estão entre os que ganham os melhores aportes em projetos e infraestrutura.  De acordo com esse movimento, as empresas passam por um processo de profissionalização, gerando aquecimento do mercado e elevando as oportunidades de emprego.

Se você quer conhecer as principais profissões em alta no Nordeste e saber como escolher a instituição certa, então não perca o nosso post. Boa leitura!

Quais são os empregos em alta na região Nordeste e as melhores áreas para seguir?

Antes de tudo, existem várias opções de empregos que podem proporcionar boas possibilidades de crescimento para o futuro profissional. Confira, a seguir, 5 profissões em alta no Nordeste.

1. Desenvolvimento humano

Se por um lado existem pessoas buscando uma oportunidade de trabalho, por outro, as companhias têm dificuldade para reter e treinar um bom profissional. Por isso, quem optar por cursar uma graduação em Gestão de Recursos Humanos, pode encontrar  oportunidades de atuação com desenvolvimento de talentos e recursos humanos nas empresas.

O profissional assessora gestores de empresas, por meio do RH, tanto no desenvolvimento de pessoas quanto no alcance das metas e dos indicadores da organização. Também auxilia nas avaliações de desempenho por competência e no mapeamento de profissionais de alta performance. O salário da Gestão de Recursos Humanos é de cerca de R$ 2.713,00, podendo variar de acordo com a localidade e com o porte da empresa.

2. Nutrição

O nutricionista é o profissional que se dedica à manutenção, recuperação e promoção da saúde por meio da alimentação. A carreira em nutrição pode ser muito promissora e as principais atividades exercidas pelos profissionais são:

  • avalia e desenvolve produtos que possam ser usados na alimentação humana;
  • faz o controle da qualidade dos alimentos em refeitórios e restaurantes;
  • prescreve suplementos e dietas nutricionais para pessoas sadias ou com problema de saúde;
  • elabora o diagnóstico nutricional dos pacientes.

Como todo profissional da área da saúde, o indivíduo precisa prestar atenção na saúde das pessoas, analisando os problemas do corpo e identificando as soluções por meio da alimentação dos pacientes.

Partir em busca de alternativas para conquistar um lugar no mercado de trabalho é um desafio grande. Diante disso, um curso de pós-graduação em Nutrição pode ser uma opção para dar um novo rumo à carreira. O salário do profissional é de cerca de R$ 2.866,00, mas esse valor pode sofrer variações de acordo com a localidade e também se o profissional atua em clínica ou consultório próprio.

3. Psicologia

O psicólogo atua no tratamento, prevenção e diagnóstico de doenças mentais ou distúrbios emocionais. O profissional estuda o comportamento humano por meio da análise de suas emoções, valores e ideias. Ele deve identificar padrões de comportamento a partir da interação e observação dos pacientes.

Quem deseja seguir nesse ramo precisa gostar de leitura e ter boa capacidade de interpretação e análise de textos. Quem deseja fazer uma especialização em Psicologia pode seguir nas áreas de Psicologia hospitalar, jurídica, neuropsicologia, entre outros.

O psicólogo pode trabalhar em clínicas, hospitais, consultórios, além de escolas e organizações privadas e públicas. O salário é de cerca de R$ 2.761,00, entretanto podem existir variações de acordo com a localidade e outros fatores.

4. Tecnologia da Informação

Presente em quase todas as listas de profissões em alta, a área da Tecnologia da Informação não pode ficar de fora. Seja em empresas tradicionais ou modernas, a necessidade da organização dos dados de modo seguro, automatização dos processos e adequação às mudanças tecnológicas fez desses profissionais fundamentais nos últimos anos.

Formados em cursos como Análise em Desenvolvimento de Sistemas, Sistemas de Informação, Ciência da Computação e Engenharia da Computação, que são áreas muito requisitadas e apresentam boas ofertas de trabalho em empresas de pequeno ao grande porte com manutenção de hardwares e softwares, desenvolvimento e programação.

Para uma qualificação melhor e chances de conseguir as melhores vagas no mercado, é essencial se formar no curso superior e continuar os estudos, sempre se especializando na área de interesse. O salário médio é de cerca de R$ 5.920,00, mas esse valor depende da localidade, da empresa e da experiência do profissional.

5. Administração

O administrador acompanha as várias áreas do negócio, podendo controlar, liderar, planejar e organizar os rumos de uma empresa. Assim, além da visão organizacional abrangente, costuma apresentar um perfil bastante flexível, interessante para empresas inovadoras que se estabelecem no Nordeste.

A figura do profissional ganha destaque em um mercado que vem se desenvolvendo e busca pioneirismo no país a partir de uma região que é pouco explorada economicamente. O administrador deve ter habilidade de liderança, criatividade, boa capacidade de expressão e pensamento estratégico para resolver os problemas do dia a dia.

O estudante que optar por esse curso pode encontrar oportunidades em muitos setores. Para isso, é preciso direcionar o aprendizado nas áreas que mais interessam, além de se especializar. O salário médio pode chegar a R$ 4.591,00.

Como escolher a instituição certa?

Para aprimorar as características que são mais valorizadas pelo mercado, não basta somente obter um diploma. É muito importante optar por uma instituição de ensino que proporcione diferenciais relevantes para a carreira profissional, como:

  • boa infraestrutura com salas de aula equipadas, bibliotecas e laboratórios que atendam às necessidades dos estudantes;
  • professores qualificados;
  • grade de disciplinas com conteúdos pertinentes para o exercício da profissão;
  • cursos reconhecidos e autorizados pelo MEC;
  • bons indicadores de qualidade.

Agora que você já sabe sobre os empregos em alta na região Nordeste, é preciso optar por uma boa faculdade. Por isso, lembre-se de escolher uma instituição de qualidade, reconhecida pelo MEC e com bons professores. Além disso, continue se especializando para garantir as melhores vagas de emprego.

E aí, gostou deste post e quer ficar por dentro das novidades? Então, nos siga nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Twitter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Redimensionar Fonte
Contraste