Como escolher um curso superior? Confira 7 dicas para não errar

Publicado por em 5 de fevereiro de 2020
Categorias:
Como escolher um curso superior? Confira 7 dicas para não errar

Descobrir maneiras eficientes de melhorar de vida e ganhar qualificações para atingir as melhores posições do mercado é algo desejável para qualquer pessoa. Mas e você, está preparado para escolher um curso superior? Para ajudar nessa empreitada, separamos algumas dicas para não errar.

Felizmente, é possível elevar as suas chances de acerto na sua futura carreira por meio de algumas ações simples e práticas, que poderão funcionar como um direcionamento para você enveredar por um caminho mais proveitoso para o seu perfil. Continue lendo esse post e descubra como fazer isso!

1. Identifique as áreas de seu interesse

O primeiro passo para escolher um curso superior consiste em identificar, ainda que seja de uma maneira generalista, quais são as suas principais áreas de interesse. Mesmo que isso não seja uma forma de escolher o curso propriamente dito, é algo que contribui para direcionar a sua atenção nesse momento.

Caso você goste do ramo das ciências biológicas, a área de saúde pode ser o seu caminho, especialmente se tiver interesse por pessoas e boas habilidades sociais. Esse campo engloba muitas profissões, entre as quais podemos citar Fisioterapia, Enfermagem, Nutrição, Medicina, Educação Física, Farmácia e muito mais.

Para algumas pessoas, os números podem ser desafiadores e até incômodos, mas existem também aqueles indivíduos que não têm nenhum problema com as operações matemáticas. Esse grupo tem nas exatas uma ótima alternativa, com graduações como Engenharia, Física, Química, Computação e as relacionadas com tecnologia.

Também não podemos deixar de lembrar as tradicionais humanas, que podem ser divididas em uma série de subcategorias. Podemos destacar: Geografia, História, Administração, Ciências Sociais, Comunicação, Filosofia, Turismo, Artes, Música, Moda, Publicidade, Sociologia e assim por diante.

2. Conheça um pouco de cada curso

Para escolher a sua graduação, além de observar qual é a área de conhecimento humano de sua preferência, você também deve conhecer um pouco mais sobre cada curso. Felizmente, ao contrário do que ocorria em outros tempos, fazer isso se tornou muito fácil, uma vez que a internet está cheia de informações valiosas e facilmente acessíveis.

Com poucos cliques e sem sair de casa, você pode aprender mais sobre cada ofício e até a respeito das faculdades, analisando a grade curricular e as matérias oferecidas em cada semestre. Se você deseja ser um profissional de saúde, por exemplo, será mais simples decidir entre Nutrição, Fisioterapia, Farmácia, Enfermagem e assim por diante.

3. Pense em construir uma carreira de sucesso

Com um direcionamento para a sua área de preferência, você pode partir para o passo seguinte, que consiste em construir uma carreira de sucesso. O curso superior é o início de qualquer trajetória profissional. É durante a faculdade que os acadêmicos terão, tanto nos livros quanto na prática, acesso ao conhecimento necessário para sua atuação.

Em muitos casos, esse é o local no qual os estudantes podem fazer contatos e arrumar os primeiros estágios, resultando, muitas vezes, em uma contratação futura pela empresa. Para que essa possibilidade seja palpável, você precisa ser bastante dedicado durante a oportunidade, adquirindo as habilidades técnicas que serão colocadas em prática no seu ramo.

4. Faça testes vocacionais 

Você já ouviu falar sobre os testes vocacionais? Em alguns casos, quando os estudantes estão no período de pré-vestibular, são submetidos a esse tipo de ferramenta. Ela ajuda a saber qual é a área e até mesmo os cursos que estão em melhor sintonia com o perfil deles. Sendo assim, é uma alternativa que merece ser tentada, até mais de uma vez.

Com as perguntas que são feitas durante o processo de um teste vocacional, você poderá ampliar o seu autoconhecimento. Isso ajuda a tomar uma decisão mais consciente, minimizando as chances de erros. É possível fazer isso por meio de empresas especializadas, alternativa mais indicada, ou achar algumas versões mais simples na internet.

É importante lembrar, porém, que esses testes não vão dar uma resposta pronta para o seu futuro. A intenção é descobrir os caminhos possíveis, mais próximos de atender às suas expectativas. Ao final, o responsável pela escolha será única e exclusivamente você.

5. Aprenda sobre a sua futura profissão 

Para escolher o curso superior mais indicado, é interessante aprender tudo sobre a sua futura profissão. Por vezes, é possível que você goste de uma área, mas não se identifique tanto com alguma vertente específica e as suas atribuições. Por isso, para evitar arrependimentos, todo cuidado é pouco.

Busque saber a opinião de quem já conhece o ramo que você está considerando, aprendendo mais sobre o dia a dia de cada ofício. Caso opte pela Nutrição, por exemplo, fale com parentes ou conhecidos que sejam nutricionistas para sanar dúvidas e descobrir quais são as principais vantagens ou os desafios dessa carreira.

6. Avalie a qualidade da instituição de ensino

Avaliar alguns dos principais indicadores de qualidade da instituição de ensino em que você está pensando em estudar é uma ação muito importante. Afinal, a faculdade ideal para a sua formação garante uma qualificação que se encaixa em seu lado financeiro e corresponde às suas demandas, anseios e expectativas.

Nesse contexto, você não pode deixar de observar se a empresa conta, por exemplo, com a autorização de funcionamento do Ministério da Educação (MEC), algo que é exigido de toda e qualquer instituição formal de ensino. Sem isso, o seu diploma não tem valor de mercado e você sequer poderá se inscrever nos conselhos de classe da sua profissão.

7. Informe-se quanto ao corpo docente

Quando estiver com a escolha mais encaminhada, não deixe de conhecer o corpo docente do curso, que é formado pelos professores que terão a missão de ensinar o seu futuro ofício. Além disso, esses profissionais poderão passar informações valiosas a respeito do mercado de trabalho, dos caminhos mais indicados e de tudo o que for relevante.

Sendo assim, tente descobrir quem são os responsáveis pelas principais disciplinas. Outra ideia interessante é analisar a quantidade de mestres e doutores que a instituição possui, além de quais matérias eles lecionam, há quanto tempo são contratados e se estão envolvidos em projetos de pesquisa e extensão.

Seguindo as dicas deste artigo, você estará apto a escolher um curso superior que esteja em sintonia com as suas expectativas e o seu perfil de estudante! Tenha em mente que essa dedicação à pesquisa de uma faculdade de excelência vai fazer toda a diferença em sua carreira!

Gostou de aprender a escolher um curso superior? Então, não deixe de compartilhar este conteúdo em suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Redimensionar Fonte
Contraste