Contato profissional: como criar um bom networking na área da saúde?

Publicado por Faculdade IDE em 19 de julho de 2019
Categorias:
Contato profissional: como criar um bom networking na área da saúde?

O networking na área da saúde é fundamental. Ter uma rede de relacionamentos profissional ativa é uma das melhores maneiras de dar aquele salto na carreira e principalmente se inteirar sobre as mais novas tendências do mercado, oportunidades e demanda do público geral.

Para quem não sabe, o networking nada mais é do que o conhecimento e contato com outros profissionais da mesma área. Buscar por grandes nomes e por pessoas influentes é, sem dúvidas, uma das formas mais eficazes de conseguir o tão sonhado espaço no mercado de trabalho.

Com a concorrência cada vez maior em todos os setores da sociedade, ser um nome conhecido e com boa reputação pode valer muito mais do que um emprego: pode ser a sua chance de conquistar estabilidade profissional e principalmente de se tornar uma grande referência na sua área de atuação.

Abaixo, nós falaremos como você pode criar um bom network e ampliar frequentemente sua rede de relacionamentos com outros profissionais do seu mercado. 

Gostou da ideia? Continue lendo este artigo até o final!

Entendendo a importância do networking

Imagine-se no seguinte cenário: você acaba de se formar, tem uma boa formação profissional com especialização na área da saúde, mas sente grande dificuldade para conseguir sua primeira oportunidade. Essa é a realidade de milhares de brasileiros atualmente.

Não é por acaso que cada vez mais surgem tópicos relacionados com a orientação profissional. Estes novos conteúdos buscam por educar ainda mais o recém-formado sobre seu mercado de trabalho e sobre seus principais desafios, que normalmente aparecem logo no início da carreira.

A cada ano centenas de alunos terminam seus cursos de graduação. E como você deve imaginar, a concorrência se torna cada vez mais acirrada por uma vaga de emprego. O mercado não consegue absorver todos esses profissionais, e é aqui que surgem grandes problemas para aqueles que possuem um currículo fraco, sem experiência nem cursos de extensão.

A melhor alternativa é sempre buscar conhecer o máximo de profissionais que estão trabalhando no seu campo de atuação ou na área em que você deseja ingressar. Dessa forma, você fica ciente de vagas que não foram anunciadas e ainda tem a possibilidade de ser indicado com uma boa referência.

Saiba que as referências profissionais são uma das melhores maneiras de encurtar seu espaço de tempo até sua primeira ou futura contratação. Inúmeros casos comprovam este fato que vem se tornando uma tendência de grandes empresas que buscam sempre pelos melhores na hora de compor seu quadro de funcionários.

Portanto, nunca deixe seu networking para o futuro. Comece o mais cedo possível e, preferencialmente, procure por ter uma boa experiência e conhecimento sobre os profissionais que compõem o seu mercado.

Como aumentar sua rede de profissionais

Não existe fórmula mágica para conseguir novos contatos. O segredo está sempre nos eventos e principalmente na sua postura proativa com relação ao seu networking.

É muito importante mencionar que a gestão da carreira vai além da sua formação acadêmica. Características pessoais também apresentam grande peso na hora de se tornar uma referência no seu mercado.

Ter uma boa comunicação, ser proativo, participar de eventos profissionais, realizar trabalhos voluntários e buscar por novas parcerias são algumas das qualidades e atitudes que os profissionais modernos devem ter para conseguir se destacar.

A antiga fórmula de somente terminar a graduação e em seguida conseguir uma vaga de emprego está aos poucos se tornando cada vez menos comum. Aqueles que não se adaptarem a essas novas “regras” do mundo empresarial rapidamente encontrarão problemas na carreira.

Fazer uma pós-graduação, por exemplo, é uma excelente maneira de aumentar sua rede de contatos profissionais enquanto você se especializa na sua profissão.

Na maioria das vezes, os alunos desses cursos de extensão já estão inseridos no mercado e os professores sempre costumam indicar ou guiar os estudantes de nível superior às melhores oportunidades e últimas tendências do mercado de trabalho.

Seu contato com as pessoas ao seu redor é a principal chave para conseguir ser recomendado ou até mesmo se tornar uma referência. Não existem segredos.

Contudo, apesar de não existirem “truques” ou alternativas perfeitas, abaixo nós falaremos quais são as melhores maneiras de aumentar seu networking dentro de algumas áreas de atuação na saúde. Os profissionais da fisioterapia, nutrição, enfermagem e psicologia terão um norte sobre como prosseguir.

Fisioterapia

Os fisioterapeutas devem antes de mais nada identificar com clareza seu nicho. Especializar-se em um único tipo de lesão é uma opção que pode ser interessante, assim como o foco em uma pequena parcela da sociedade também pode ser vantajoso.

A fisioterapia esportiva, por exemplo, está em alta e carece de profissionais qualificados. E, como deve ser do seu conhecimento, existe uma grande lacuna repleta de oportunidades e principalmente de crescimento profissional.

Após ter encontrado sua especialidade, o foco deve estar na busca de palestras, eventos e de congressos que estejam totalmente voltadas para seu nicho. Estando nesses locais, converse e procure trocar contatos com todos aqueles que você encontrar. Ter um cartão de visitas pode ajudar bastante, assim como um perfil no LinkedIn.

Nutrição

Os profissionais da nutrição também passam por um processo semelhante. Eles devem focar na sua especialidade e em seguida buscar por eventos e atividades que estejam dentro do seu nicho.

Um dos principais diferenciais desta área é que sempre surgem novas pesquisas científicas e alternativas para os melhores resultados. O ideal é estar ciente dessas mudanças e, se for possível, ingressar em um grupo de estudos ou até mesmo na comunidade científica para ter uma rede profissional cada vez mais relevante.

As redes sociais e o cartão de visitas também devem estar presentes. Para quem tem dúvidas, saiba que saber escolher a pós-graduação adequada para seus objetivos é um dos grandes segredos para dar certo em um mercado competitivo.

Enfermagem

Para os enfermeiros, o ideal é a reciclagem constante com as novas abordagens, aparelhos e técnicas que são utilizadas para cuidar dos enfermos ou das pessoas que passaram por algum tipo de trauma.

Frequentar cursos é a melhor maneira de não ficar para trás e também é uma excelente alternativa para conhecer os profissionais que estão fazendo acontecer. Congressos também são importantes e indicados para todos aqueles que estão atuando nesta área, como o CBEE.

Obviamente, as especializações também são importantes e o foco do profissional também deve ser no seu nicho de escolha — fazer cursos de aperfeiçoamento é imprescindível. Ter uma ampla variedade de meios para contato também é muito importante.

Psicologia

Para quem é da área de psicologia, é muito interessante frequentar palestras sobre os temas mais atuais. Quase sempre existem novos conteúdos sobre as novas abordagens de tratamento da depressão, ansiedade e condições similares.

Mesmo não fazendo parte da sua linha teórica — como nós sabemos, este curso apresenta uma variedade enorme de teóricos e técnicas de tratamento —, é sempre interessante conhecer novos métodos e principalmente novos profissionais.

Congressos também são frequentes e também são uma ótima alternativa. Comunidades em redes sociais voltadas a profissionais da área são outra grande ferramenta que pode ajudar aqueles que estão começando agora.

Atentar-se sobre o planejamento financeiro e sobre outras questões que envolvem a abertura e manutenção de um consultório também é indicado para profissionais de saúde.

Todas essas dicas certamente são capazes de trazer resultados para aqueles que estão iniciando seu relacionamento profissional. Em pouco tempo, não temos dúvidas que você se tornará mais reconhecido e divulgado dentro do seu mercado de atuação.

Gostou do nosso conteúdo de hoje sobre networking na área da saúde? Comente abaixo sua opinião sobre o assunto — estamos ansiosos para saber o que você pensa a respeito!

Posts relacionados